1 de abril de 2015

Carta Para o Meu Anjo da Guarda


Querido Anjo da Guarda,

Estou dispensando os teus serviços.
Não, não me entenda mal, por favor. Não estou querendo lhe fazer desfeitas, estou longe disso. E nem quero menosprezar o teu poder de proteção. Juro por tudo o que mais amo, não é isso.
Você não precisa me dizer agora, todas as coisas que podem acontecer comigo se você não estiver por perto. E nem me listar, infinitamente, os momentos em que você me salvou - e ainda salva. Já conheço todas essas coisas, e conheço mesmo. Diria que até muito bem.
Sei que daqui em diante, terei que ser mais cautelosa, ser mais atenta e ouvir melhor a minha consciência. Porque até mesmo um tropeço, pode me fazer muito mal. Pois não terei as tuas asas ao meu redor para amortecer qualquer coisa. Sei também que o meu coração estará desprotegido. Mas está tudo bem, eu te prometo.
Mas não pense que vou deixar-te livre. Você não ira perambular livre por estas ruas, ou por aquelas em qualquer lugar do mundo. Eu sei muito bem que se eu deixar você livre, irá voltar para mim. Sem sombra de dúvidas. Você é meu, meu anjo da guarda.
Só que eu tenho uma missão para você. E estou passando por cima da lei natural da vida. Só que não me importo com isso, não agora. Talvez, no dia do meu julgamento final. De qualquer forma, aqui vai a tua missão: Cuide dele para mim!
Enquanto eu estiver viva, por favor, cuide dele para mim como se estivesse cuidando da sua protegida, eu.
Cuide dele o que eu não posso cuidar, não agora, pelo menos. Ainda não perdi as minhas esperanças. Entenda que minhas mãos não o alcançam e preciso... não, mais do que isso, muito mais. Eu necessito da certeza de que ele estará bem em todos os dias em que estiver respirando e com coração batendo. E eu, querido anjo da guarda, só confio em você e no seu halo.
Então faça esse favor para mim. Cuide dele para que eu cuide de mim. Mesmo que ele tenha o seu próprio anjo da guarda. Ainda não estou convencida.
Ele é importante demais dentro de mim para ter apenas um anjinho como você.
Então renuncio os teus serviços para que ele tenha alguém a mais para o proteger.
Isso agora é uma despedida, mas não é permanente. Por favor, me dê noticias dele todas as noites, em minhas orações ou em algum tipo de sinal. Não importa qual seja, estarei esperando. Caso contrário, sei que não vou conseguir dormir.
E mais uma coisa, não se preocupe.
Porque enquanto você estiver cuidando dele, eu estarei aqui.

Com muito amor,
sua protegida.

2 comentários:

  1. Que lindo! Que fofo, que emocionante. Reflexivo! Tenho cartas tbm, acho lindo!

    att com abraço,
    Blog: Mundo da Fani <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Fani!
      Fico feliz que você tenha gostado. *.*

      Excluir

© SEIS MIL MILHAS - 2014. ♥ Todos os direitos reservados.
Criado por: SARAH LYNN. ♥ Tecnologia do Blogger.